[Respondido] Por Que é Tão Difícil Levar ao Transe Hipnótico um Amigo?
Eduardo Vaz (92 artigos)
Compartilhar

[Respondido] Por Que é Tão Difícil Levar ao Transe Hipnótico um Amigo?

Hoje recebi um e-mail do Michael, leitor aqui do nosso site. 

Como sempre fui adepto daquela frase: “A dúvida do outro também pode ser a sua”, resolvi postar aqui a resposta que eu dei ao Michael. 

2

 PERGUNTA: Por que é tão difícil levar ao transe hipnótico um amigo?

 

 RESPOSTA

Olá Michael, obrigado pela pergunta. Sempre que eu puder ajudarei você no que for necessário.

Com relação à pergunta, para levar alguém ao transe hipnótico devemos considerar alguns passos, passos tais que podem ser postos numa sequência linear ou não, ou seja, um estado não necessariamente prevê o outro na condução ao transe. São nesses passos que as pessoas normalmente se perdem ou não conseguem percerber como os aplicar.

Uma dica é NUNCA dizer: “Vou te hipnotizar, venha aqui”. Mesmo sendo um amigo, essa frase cria uma barreira psicológica que, ao invés de fazer a pessoa se sentir confiante e consequentemente abrir a imaginação dela, você a faz se sentir com medo. Uma frase que pode usar é: “Você já experimentou hipnose?”, essa sim, faz a pessoa sentir CURIOSIDADE. A curiosidade e a expectativa são as chaves da hipnose. (Este dado não foi na resposta do e-mail, inseri agora, na hora de realizar essa publicação).

Em rápidas linhas, devemos fazer o seguinte para levar alguém ao transe hipnótico:

a) Rapport – precisamos da confiança do voluntário. Necessariamente o voluntário precisa acreditar e soltar a imaginação (existem técnicas para fazer o voluntário soltar-se);

b) Relaxamento – precisamos baixar o nível crítico e o número de pensamentos aleatórios na cabeça dele. Para levar o sujeito ao transe, ele deve estar focado em suas palavras, usando a imaginação para processar os comandos que começa a dar. O relaxamento é uma forma de se fazer isso;

c) Dissociação – a dissociação é uma forma de estabelecer 2 eu’s. O 1º consciente, o EU que pensa e raciocina. O 2º eu, INCONSCIENTE, o que sente, que é criativo, que imagina;

d) Aprofundamento – por meio de comandos hipnóticos como “à medida que escuta o som de minha voz, você pode conseguir progressivamente se concentrar como nunca nas palavras que eu digo, agora vamos aprofundar essa concentração. Vou contar de 10 até 1, e a cada vez que for descendo você vai sentir-se completamente relaxado, tranquilo…”;

Quando terminar a contagem de 10 até 1 o transe hipnótico ocorrerá, aí é hora das sugestões!

Basicamente é isso, não é tão difícil como parece. Basta apenas você entender como funciona. Esse tipo de hipnose se difere da de Rua. A de Rua lida com confusão mental, é um processo que você embaralha o entendimento lógico para que o cérebro precise se apoiar no pensamento criativo para voltar ao normal (uma dissociação forçada e automática do ser humano). Enquanto a pessoa está nesse pensamento criativo, ela fica altamente sugestionável.

Espero poder ter te ajudado.

Estamos para lançar um incrível curso que vai definitivamente ensinar muitas pessoas a hipnotizar.

Um grande abraço!

[epico_capture_sc id=”4451″]

Eduardo-Vaz3

Eduardo Vaz

Eduardo Vaz

Bacharel em Direito, Conciliador do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, Hipnólogo formado por Olimar Tesser, Practitioner de Hipnose, Estudioso da Área Linguagem Corporal, Microexpressões Faciais, Leitura Fria, Mentalismo, Vidência, Membro da IFGE (The International Foundation for Gender Education), Empreendedor Digital na Área de Marketing Digital e Relações Humanas, Administrador e Colaborador do Site Body Language Brazil.

Comente

  1. To. Hipnose
    To. Hipnose novembro 04, 18:55
    Michael fazendo essa pergunta? Hum... Não foi uma pergunta séria rsrs Acho que estão testando o conhecimento do pessoal do site BLBR rsrs  
  2. Eduardo Vaz
    Eduardo Vaz Author novembro 05, 14:36

    Seja como for, tá respondido! hehehehe

    Um grande abraço!

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu e-mail não aparecerá publicamente. Em hipótese nenhuma compartilharemos ele com terceiros. Preencha os campos marcados com *