Exorcismo Hipnótico – com Alberto Dell’Isola
Eduardo Vaz (93 artigos)
Compartilhar

Exorcismo Hipnótico – com Alberto Dell’Isola

Você Quer Aprender as 3 Estratégias Secretas Para Hipnotizar Qualquer Pessoa Apenas Conversando?

Insira o seu endereço de e-mail abaixo para receber o vídeo gratuito e aprender ainda hoje!

Alberto dessa vez vai tocar na ferida de muitos com esse exorcismo hipnótico.

Muitas pessoas não acreditam na hipnose, e quando se fala que ela é utilizada pelas religiões fazem cara feia, criam tumultos e começam a odiar quem falou isso.

Na verdade isso não passa de uma crença cega, limitante, que muitas vezes vai contra ensinamentos familiares, de amigos e do padre ou pastor que acreditam. Ninguém quer se ver atacado tão intimamente assim, na verdade ninguém GOSTA de ser atacado assim (por isso o fanatismo religioso em termos mundiais).

Mas e se todo esse tempo realmente a hipnose estiver sendo utilizada para esse exercício religioso, e as técnicas empregadas da religião fossem parte de uma mera “pseudo-religião”, capaz de tornar essa área (religião) extremamente lucrativa, ludibriando, controlando e cegando massas e multidões?

Longe de mim querer que você fique bravo ou indignado comigo em virtude do que eu disse acima. O que eu quero é que você entre em um processo de reflexão, apenas isso.

Refletir sobre determinado assunto faz nós abrirmos a janela da mente para novas possibilidades.

– E se você, assim como o pastor ou padre, soubesse exatamente fazer um exorcismo hipnótico, será que você não veria nisso uma forma de enganar pessoas e lucrar?

Infelizmente o mundo não é exatamente como pensamos que seja. Na verdade, nós damos a nossa interpretação para as coisas. Para a grande maioria das pessoas, se algo vai contra valores e crenças, então esse algo não “presta”, é do “demonho”, do “mal”, é “alienígena”.

Entre o céu e o inferno existe a Terra e, na verdade, é nela em que vivemos. Não há de se questionar isso.  Não há ninguém que foi ao paraíso e voltou para contar a história. Há sim, boatos, histórias, metáforas, assim como em qualquer civilização da história. Essa história de bem ou mal, na minha humilde opinião, não deixa de ser uma forma de controle, uma forma de impedir muitas vezes até barbáries que os seres humanos seriamos capazes de cometer se não houvesse essas rédias psicológicas tradicionalmente alavancadas por diversas religiões.

Acreditar ou não deixa de fazer sentido para mim. A religião é uma forma de criar seguidores, assim como quando você cria uma página no Facebook e oferece uma recompensa para que as pessoas curtam e compartilhem. Seria o facebook uma religião? Tá… não vamos tão longe.

Acreditar ou não no vídeo acima não te faz um pecador, não te faz um cético, não te faz alguém que seja bom, ruim, mais ou menos. Cada pessoa é única, cada processo evolutivo dentro de você tem uma razão de ser. Ninguém quer ser um idiota, exatamente por isso aprendemos com as experiências que vivenciamos formas de melhorar nossa autoestima, nosso auto-amor, nossa autoconfiança.

exorcismo

exorcismo4

exorcismo2

exorcismo3

Você Quer Aprender as 3 Estratégias Secretas Para Hipnotizar Qualquer Pessoa Apenas Conversando?

Insira o seu endereço de e-mail abaixo para receber o vídeo gratuito e aprender ainda hoje!

Além disso, ninguém quer bater de frente com o próprio ego. Estar cego por algum pragmatismo religioso ou político e defender com unhas e dentes é uma maneira de deixar o ego em paz, defender aquilo que o ego acredita ser certo porque esse algo está tão impregnado na pessoa que ir contra isso é do “mal”, do “demonho”, “alienígena”.

Quando abrirmos nossas mentes para as infinitas possibilidades que temos à nossa volta nos tornaremos mais completos. Quando deixarmos de pensar no que é bom ou ruim, no dualismo da alma humana, no certo ou errado, nós poderemos errar sem nos culpar, inclusive aprender com o erro para não mais cometê-los.

Desculpe, mas eu não engulo a ideia de 7 pecados, nem de paraíso, nem de inferno. Não há como acreditar nisso quando passamos a entender que tudo o que nós fazemos vem da nossa criação, da nossa confiança, da nossa capacidade de absorver e entender o mundo. Não há como acreditar no bem ou mal, no mocinho e no bandido, sem antes analisar as raízes comportamentais que motivaram determinada ação de um ser humano. Inclusive, um dos pressupostos da PNL é que por trás de toda ação existe uma intenção positiva.

Nessa hipnose de exorcismo acima existe uma eliciação de estados emocionais, exatamente como quando você vai ao encontro de uma pessoa que você sinta uma enorme paixão, assim como você vai em uma entrevista de emprego ou então quando seu chefe te chama na sala para uma conversa séria. Seus estados emocionais são eliciados conforme o contexto que você está tendo que encarar.

Ali vemos claramente a criação pelo Alberto de um contexto, por meio dos padrões hipnóticos da linguagem, assim como podemos observar a mesma técnica sendo aplicada em cultos pelo mundo a fora.

Eliciar um estado alterado de consciência pode ser perigoso. Não para quem está tendo seus estados eliciados, mas sim para aqueles que vêem esses estados, que acabam por criar um conceito valorativo acerca da pessoa acabou por criar tais estados (padres, pastores, pai de santo – tudo farinha do mesmo saco – virei um pecador depois dessa).

Simplesmente pense que o “Em nome de Jesus” já é um gatilho, já cria um estado, já mexe com a crença da pessoa que está sendo eliciada emocionalmente. Na verdade, “Em nome de Jesus” acaba virando uma âncora para que a pessoa acesse um estado com muto mais recursos e possibilidades de mudanças. O mesmo funcionaria se fosse:

“Em nome do melhor brigadeiro do mundo!”

ou então:

“Em nome da coca-cola gelada no copo suado durante almoço de domingo em um dia quente!”

Nós podemos eliciar nossos estados, basta nos conhecermos melhor do que aqueles que seguimos fanaticamente…

Acho que me estendi demais nesse texto, mas queria apenas que você pensasse sobre o fato de realmente poder eliciar seus próprios estados e modelar seus comportamentos com base em pessoas bem sucedidas ou até mesmo nos seus próprios erros. Exatamente porque aí mora o verdadeiro milagre.

Ninguém opera um milagre. Você é o milagre. Eu sou o milagre. A força dentro de cada um de nós é o verdadeiro milagre.

Receba Gratuitamente as Melhores Dicas de Linguagem Corporal, Hipnose e PNL do BRASIL!

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as dicas do site!

É isso…

Um grande abraço!

Eduardo-Vaz3

Eduardo Vaz

Eduardo Vaz

Bacharel em Direito, Conciliador do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, Hipnólogo formado por Olimar Tesser, Practitioner de Hipnose, Estudioso da Área Linguagem Corporal, Microexpressões Faciais, Leitura Fria, Mentalismo, Vidência, Membro da IFGE (The International Foundation for Gender Education), Empreendedor Digital na Área de Marketing Digital e Relações Humanas, Administrador e Colaborador do Site Body Language Brazil.

Comente

Gostou? Deixe Um Comentário! Você pode ser o primeiro a comentar nesse post!

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu e-mail não aparecerá publicamente. Em hipótese nenhuma compartilharemos ele com terceiros. Preencha os campos marcados com *